1.8.05

às três da manhã

sei que esta noite, dentro de poucos minutos, exactamente às três da manhã, algo vai acontecer. e se for explicável, pergunto, e se for passível de uma explicação. seria perfeito

16 comentários:

  1. Teresa Sá Couto1/8/05 03:36

    «as tranças da noite ficam brancas/ à passagem do tempo, como eu?/ ou derramou-se no céu um jardim de lírios? sete noites presas no horizonte/ não se deixam destrinçar do dia...» Ibn sâra

    (poeta árabe, nasceu em Santarém e morreu em Almeria em 1123)

    ResponderEliminar
  2. Teresa S.C.1/8/05 04:01

    ainda...de Rainer Maria Rilke, pois claro:

    «Não sopram frescas as noites,/ magníficas distantes,/ que atravessam milénios?/ Ergue a seara do sentir./De súbito os anjos /vêem a colheita».

    ResponderEliminar
  3. Olha, espero que tenhas tido mais sorte do que eu. São quase cinco da manhã e eu ainda estou à espera que qualquer coisa aconteça- pouco me importando se a vá, ou não, compreender.

    abraço

    ResponderEliminar
  4. eu encontrei formigas no meu acucareiro. já passavam 5 das 3.

    ResponderEliminar
  5. Venho aqui ao blog com a curiosidade de alguém que só há bem pouco tempo deixou de lado a preguiça e aconselhado pelo meu irmão que estuda Literuras Modernas e ao ouvir falar de si numa das muitas cadeiras de Literatura que tem, me deu a ler umas coisas suas...Gostei.

    Qt a este post...pois neste momento são exactamente 3:55 am e bem que gostaria que me acontecesse alguma coisa importante...nem que seja sono!!! :-)

    Um abraço

    ResponderEliminar
  6. Anónimo5/8/05 20:29

    a espera, que a vida volte a ter sentido de manha.....mas a realidade nunca foi o meu forte.....
    vou continuar na lua.....

    ResponderEliminar
  7. «A porta mora à espera/
    De perfil se ensombra/
    E descansa/

    O degrau é paciência/
    O umbral anúncio/
    O silêncio é o lugar/
    Onde baterão as mãos»
    Daniel Faria, pois claro. Cumprimentos, Maria do Céu.

    ResponderEliminar
  8. Pois, nessa noite, exactamente às três da manhã, algo aconteceu. e é explicado com a sua ausencia...

    ResponderEliminar
  9. Aconteceu? Será que volta a acontecer hoje, às 3h da madrugada, de novo?... ;)

    ResponderEliminar
  10. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar
  11. damn good blog, check out mine http://juicyfruiter.blogspot.com, comments always welcome!

    ResponderEliminar
  12. A essa hora o sonho e o sono tomavam conta de mim...
    E, que te aconteceu?

    Abraço ;)

    ResponderEliminar
  13. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar
  14. fiquei feliz com sua visita ao meu blog... há um mês passei algumas noites lendo seus livros... gostei muito.

    quanto à adília lopes... sabia que você gostava da poesia dela, mas que era sua amiga... puxa... é a poeta viva de que mais gosto!

    a antologia dela que saiu aqui é boa, mas preciso de mais... alguma previsão?

    beijo pra você.

    ResponderEliminar
  15. Pssst, pssst, Casa de Osso, está alguém aí ou o dono tirou o mês de Agosto p'ra férias?! :)

    .j.

    ResponderEliminar
  16. interessante como cheguei a este blog, como se fosse uma caminha, um pé de cada vez, embora tenha conhecimento da página e do blog a literatura, não me passava pela cabeça que o um dia o encontrava. Valter já o leio há muito tempo e gosto. Ficou comigo nos meus poetas preferidos e fui feliz no dia que soube que nascera na mesma terra que a minha.
    um obrigada por escrever assim
    eu vou somando palavras e com elas vou tecendo a rede do pescador, um dia talvez consiga que fiquem presas a alguém
    um beijo e parabéns por existir

    lena maltez

    ResponderEliminar