14.10.09

um email do rui lage que importa passar a todos

Quando o João Aguardela (Sitiados, Linha da Frente, A Naifa) faleceu no passado dia 18 de Janeiro, à beira de completar 40 anos, deixou incompleto o seu projecto mais pessoal, chamado Megafone, onde procurou fundir a tradição da música popular portuguesa (com destaque para as recolhas de Giacometti, Lopes-Graça e Sardinha nos anos 70) e os ritmos e caminhos da música urbana mais actual. O seu objectivo era ter lançado cinco discos de Megafone, mas não viveu o suficiente para concretizar o quinto. Por essa razão, e com o intuito de homenageá-lo, um grupo de amigos e admiradores decidiu baptizar de Megafone 5 uma série de iniciativas que de alguma forma encorajassem outros músicos a explorar os filões abertos pelo João Aguardela. No imediato existe um site onde, estou certo, não faltarão motivos de interesse, desde os cinco discos de Megafone disponíveis para "download" gratuito, até fotografias, entrevistas, artigos na imprensa escrita, etc., aqui:

http://www.aguardela.com/index_.html

Já no próximo dia 4 de Novembro terá lugar no Grande Auditório do Centro Cultural de Belém, às 21h, um concerto de homenagem ao João Aguardela com algumas das bandas que ele mais acarinhava: Gaiteiros de Lisboa, Dead Combo e Ó’Questrada, para além de A Naifa, na primeira (e decerto única) actuação sem o Aguardela:

http://aguardela.com/blog/

Nesse concerto será anunciada a instituição, com o apoio da SPA, do Prémio Megafone, que “pretende destacar anualmente músicos e/ou entidades que com o seu trabalho contribuam para o presente e o futuro das tradições musicais portuguesas”.

É da mais elementar justiça, em todo este processo, chamar a atenção para os seus timoneiros: a Sandra Baptista, companheira do João Aguardela e a linda acordeonista dos Sitiados de que muitos de vós se lembrarão, e o Luís Varatojo, seu camarada de armas em A Naifa, antigo líder e vocalista dos Peste & Sida (depois rebaptizados Despe e Siga) e explorador e inovador da guitarra portuguesa.

1 comentário:

  1. o espectáculo do CCB é 4 e não 5 de Novembro.

    ResponderEliminar