20.6.07

emprego

quero um emprego em paris e nao estou a brincar. tenho uma licenciatura em direito e uma pos-graduacao em literatura portuguesa moderna e contemporanea. fui editor durante 6 anos, tenho mais de uma dezena de livros publicados e organizei, apresentei ou moderei mil eventos culturais. em paris sirvo para o que for preciso. aguardo propostas, mesmo

21 comentários:

  1. Então e a Madeira (Machico?) e riade e... também queres tudo? ;)
    Carlos

    ResponderEliminar
  2. João Miguel Henriques21/6/07 00:35

    Foste editor? Já não és? Temos de falar...

    ResponderEliminar
  3. não te posso fazer nenhuma proposta, mas posso dar o meu modesto apoio,, allez, casse-toi,,, + que mereces;

    ResponderEliminar
  4. As estrelas são assim... têm memórias curtas e mais não digo...

    Felicidades para essa nova e radical planificação de projectos futuros...

    ResponderEliminar
  5. "fui editor"??? isso quer dizer que a objecto cardíaco foi com os porcos???
    :( :( :( :(

    ResponderEliminar
  6. Sim... E queremos todos ser escritores e queremos todos ter uma vida magnífica e queremos todos realizar os nossos sonhos e viver uma vida em pleno... o que não falta por aí são poetas, em Portugal então nem se fala, e licenciados no desemprego. E, sem qualquer demérito à Quasi ou à Objecto Cardíaco, o meio editorial parece ser uma neo-tentativa de época de vacas gordas: eh pá, não tens emprego? Vamos fazer um editora! Boa? Passados uns meses a editora fecha.
    Todos queremos um emprego em Paris.

    ResponderEliminar
  7. antónio gonçalves21/6/07 12:45

    isso afinal é que tem sido viajar.
    um abraço do antónio gonçalves.
    p.s se conseguires o emprego diz que eu depois peço-te um emprego lá também

    ResponderEliminar
  8. boa sorte para tudo valter, =).
    podes começar por postar essa mensagem em francês.
    beijo da mariana (mariana costa)

    ResponderEliminar
  9. Paris é uma merda. Não percebo esta coisa de toda a gente adorar Paris de há três séculos para cá. Já chega, não?

    ResponderEliminar
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  11. há uns anos havia empregos nas cabines em Paris (texas).
    agora, com a evolução tecnológica, deve ser mais live chat.
    sugiro que tentes no google ou numa publicação da especialidade, tipo pornotube (erudito)
    :)
    deixa-te mas é de tretas, paris é bonito p viajar mas n tem ar puro com cheiro a sargaço ao fim da tarde...

    acho q o teu próximo concurso bloguista podia ser: "adivinhe as próximas 10 cidades em q o valter vai querer um emprego e ganhe um magnífico desenho assinado pelo próprio"
    :)
    acaba mas é a novela q estás a escrever q ainda sai no natal, o público está à espera, senão qualquer dia a margarida rp escreve uma tese sobre o teu coração errante.
    :))

    fl

    ResponderEliminar
  12. Eu também queria. Vê se depois me arranjas um. Mando curriculo e falo francês. Até fui convidado a meio dos 80 para ver a Amália no Olympia. E vi. E gostei!... Queres melhor?!... (Boa sorte.)

    ResponderEliminar
  13. Boa sorte...
    Não desistas... OK??





    O sonhador

    ResponderEliminar
  14. isso do trabalho é tudo treta. aposto que já tens casamento marcado com uma francesinha. estás apaixonado pelo seu molho e não queres mais nada senão lamber.

    ResponderEliminar
  15. Para andar a lamber francesinhas mais vale ficar por Vila do Conde e/ou pela zona Norte de Portugal porque é onde as há melhor... Para além do mais dá-me piada o número de comentários que uma decisão PESSOAL do Valter já suscitou... A boa da cusquice portuguesa, é o que é...

    ResponderEliminar
  16. outro anónimo que não o anterior22/6/07 21:06

    pois é... uma decisão «PESSOAL» que o valter (devo avisá-lo que maior ofensa do que usar maiúscula no nome deste autor, só mesmo escrever "Walter" como faz o JL sistematicamente) guardou para si (ele é muito egoísta, pois é) e não partilhou com ninguém nem revelou no blog...
    dá-lhe piada a cusquice? então venha aqui mais vezes que é para isso mesmo que servem os blogues.

    ResponderEliminar
  17. Isso do Valter, valter não é uma pós-modernice? E dá piada, sim, por causa de toda a gente começar logo com palpites, principalmente os que se manifestam incomodados.

    ResponderEliminar
  18. vem lá embora, os franceses são chatos pra caraças! e traz o filho que me paris te...
    voulez vouz couche avec moi (ou lá como se escreve)
    saudades pra cararaças, tua para sempre
    inês*

    ResponderEliminar
  19. eu também quero um cantinho em Paris.

    ResponderEliminar
  20. bem, se keres ir pra paris, então... vai!!! depois fazes como o resto mundo: vais à cata! em alternativa, sempre podes tentar o butão! quem sabe... :) :)

    ResponderEliminar
  21. Cheguei de Paris ontem. Estava eu agora em busca de um emprego lá e dei de caras com este seu anúncio. Compreendo toda a angústia e desespero da Busca. Ofereço, por isso, todo o meu apoio e compreensão. Talvez ainda venhamos a ir tomar um chá de menta na Mesquita, após um extenuante dia de trabalho.

    ResponderEliminar