29.3.08

nota

tive o privilégio de integrar a comitiva do presidente da república portuguesa em visita oficial a moçambique. o privilégio, sim, porque se tratou de um esforço considerável para o estreitamento da cooperação entre os dois países do qual, espero, possa resultar uma melhoria efectiva do nível de vida dos cidadãos moçambicanos. moçambique é incrivelmente belo, como terrivelmente pobre. o povo é discreto, observador, algo formal. os moçambicanos de maputo pareceram-me à espera, num sinal profundo de esperança, pacíficos, pacientes até. ver maputo, esse espaço mitificado por tantos portugueses, foi um caminho rápido para se sublinhar a minha africanidade, esse nascimento distante em saurimo, angola. é com água que se vê cada coisa, como com água se parece pensar. áfrica precisa e merece ascender à dignidade do bem estar a que se pode aceder nos nossos dias. áfrica tem direito a abrir o bouquet de todo o seu esplendor

1 comentário:

  1. Ansumane1/4/08 13:48

    Olá Valter,
    foi um prazer poder trocar dois dedos de conversa contigo em Moçambique e, no fim saber que vieste de lá apaixonado por aquele país.Um grande abraço.
    Luís Catarino

    P.S. Se quiseres ver umas fotos que fiz por lá podes ir a ansumane.blogspot.com

    ResponderEliminar