11.6.08

a partir de julho, à venda


«maria da graça – mulher-a-dias em bragança esquecida do mundo – tem a ambição, não tão secreta como isso, de morrer de amor; e por essa razão sonha recorrentemente com a entrada no paraíso, onde vai à procura do senhor ferreira, seu antigo patrão, que, apesar de sovina e abusador, lhe falou de goya, rilke, bergman ou mozart como homens que impressionaram o próprio deus. mas às portas do céu acotovelam-se mercadores de souvenirs em brigas constantes e são pedro não faz mais do que a enxotar dali a cada visita.

tal como maria da graça, todas as personagens deste livro buscam o seu paraíso; e, aflitas com a esperança, ou esperança nenhuma, de um dia serem felizes, acham que a felicidade vale qualquer risco, nem que seja para as lançar alegremente no abismo.

o apocalipse dos trabalhadores é um retrato do nosso tempo, feito da precariedade e dessa esperança difícil. um retrato desenhado através de duas mulheres-a-dias, um reformado e um jovem ucraniano que reflectem sobre os caminhos sinuosos do engenho e da vontade humana num portugal com cada vez mais imigrantes e sobre a forma como isso parece perturbar a sociedade.»

na contracapa do livro

21 comentários:

  1. Parabéns. Parabéns. Que boa notícia!

    ResponderEliminar
  2. parece que vou ser o primeiro comentador.

    era de bom tom estar disponível para leitores impacientes no imediato. parabéns por mais uma tarefa cumprida.

    ResponderEliminar
  3. Oh Valteeeeer... mal posso esperar!!! Que injuuuuuusto... agora já sei e... hmmm... Julho?? Em que dia??? =) (Faço anos dia 6 :P) Bj bjo**

    ResponderEliminar
  4. fuck* tou excitada:D
    *querubere*

    ResponderEliminar
  5. Não sei se também procuras o teu paraíso (ou melhor, todos nós o procuramos, o nosso paraíso...), mas que "trabalhas", lá isso trabalhas...MAIS UM LIVRO PARA EU LER NAS FÉRIAS.
    Um abraço e parabéns,
    João Rasteiro

    ResponderEliminar
  6. mais um livro para eu ler. começam a ser demais, mas a causa é boa-

    um abraço

    ResponderEliminar
  7. Pela sinopse apresentada parece-me sugerir uma leitura entusiasmante para não parar de ler desde a primeira até à última letra...

    Posso pedir já uns exemplares de reserva para mim? ;-)

    ResponderEliminar
  8. Ora aqui está uma boa notícia.

    ResponderEliminar
  9. joana rego12/6/08 00:40

    Valter, não tens a noção do orgulho que tenho em ter uma imagem minha num livro teu!

    Muito obrigada e espero que o livro seja mais um sucesso!
    Adoro-te
    um granade beijo
    joana

    ResponderEliminar
  10. meu caro valter: há muito tempo que te devia assim uma palavra de maior amizade... e tu há muitos anos que sabes porquê, não é?
    aguardo com impaciência o teu novo livro!
    um grande abraço.

    joaquim cardoso dias

    ResponderEliminar
  11. salut, mon xuxu!!! ;)

    que bom!!! ai, que soa tâo bem!!!

    estou em pulgas!!!

    ...e que belo trabalho do nosso claudio... :)

    beijos com muitas saudades de ti***

    je t'embrasse fort***

    ResponderEliminar
  12. Muito aprumadinho, sim senhor, no 10 de Junho cá na minha terra ;)

    ResponderEliminar
  13. Olá valter
    Fico mesmo feliz por mais um livro teu que irei ler com prazer.
    Pelo fragmento do texto já se vê que promete uma rica leitura à valter hugo mãe.
    Amanhã vou fazer uma vitrine com livros teus e ilustrações dos meus alunos , motivadas pelo teu livro "O Remorso de Baltazar Serapião". A inauguração vai ser de tarde, Segunda-Feira, no Ginásio da Escola Secundária Artística de Soares dos Reis no Porto, pelas 16h. Estão todos convidados. É a exposição final dos alunos da Soares.
    PARABÉNS

    ResponderEliminar
  14. Parabéns, querido Valter.
    Estou ansioso por ler.
    Desejo-te o estrondoso sucesso.

    "another great Light waiting to be revealed! Bingo!"

    Um abraço, cheio de saudades,

    Zé Cunha Rodrigues
    (o kabbalista!)

    ResponderEliminar
  15. dos homens e das coisas14/6/08 13:06

    Caro vhm,

    Falo-te de cá, do Brasil, onde tenho, no que posso, "contaminado" já alguns poucos com tua obra (apesar de esta ainda não nos ter chegado - o que é uma questão de tempo, é certo).
    E do teu apocalipse, pelo que está dito, há de ser verdadeiramente algo belo (contundente, voraz). É pena nos torturar até julho!
    Parabéns!

    Um abraço,
    Dércio Braúna.

    ResponderEliminar
  16. sempre disse que eras melhor na prosa que na poesia. aliás afirmo que daqui a uns anos a tua poesia estará no completo esquecimento.
    um anónimo cujo nome nunca desconfiarás
    :)

    ResponderEliminar
  17. interessei-me pela sinopse.

    ResponderEliminar
  18. Apocalipse, apocalipse, apocalipse!

    o nosso reino: prometedor;
    a revolta de baltasar serapião: muito bom;
    o apocalipse dos trabalhadores: o que podemos esperar desta gradação de resultados?

    Valter, és um bispo da lubricidade, estou como a Subtilezas: excitado!

    Luck

    ResponderEliminar
  19. flavio lopes da silva17/6/08 09:25

    estou certo que será mais um livro apetecível do principio até ao fim. aliás, sempre nos habituaste a isso.
    é essa a tua missão.
    abraço.

    ResponderEliminar
  20. obrigado a todos pelo cuidado de me virem cumprimentar e por me manterem motivado e, manifestamente, mais agradado com esta coisa da vida. muito obrigado mesmo

    ResponderEliminar