19.7.05

as vozes que mais amo podem dividir-se assim


«insomniac», de maya kulenovic

vozes para o coro de deus
amália rodrigues
antony
caetano veloso
chan marshall
chet baker
elizabeth frazer
ella fitzgerald
joão gilberto
johnny hartman
kathleen ferrier
lioudmila khandi
lisa gerrard
nico
nina simone
tony bennett
vashti bunyan


«horse», de slowinski

vozes para o coro de lúcifer
adolfo luxúria canibal
aurora vargas
baby dee
billie holiday
b’heirth
black francis
david bowie
diamanda galas
iggy pop
leonnard cohen
louis armstrong
maria callas
médèric collignon
patty waters
peter murphy
thom yorke

15 comentários:

  1. ar pútrido cristalizado19/7/05 22:54

    Já agora, o David Tibet estaria em qual dos grupos?

    ResponderEliminar
  2. a billie é uma voz de deus...
    não achas?

    ResponderEliminar
  3. alérgico a palermices20/7/05 02:19

    Mais outra dicotomia palerma.
    É óbvio que Callas, Cohen, Fitzegerald, Billie, Amália e outras magníficas vozes têm tudo dentro delas: deuses e lúcifers. Não tens vergonha de ainda não teres percebido isto? És tu um escritor?

    ResponderEliminar
  4. talvez de todas as vozes, a de billie holiday seja a que mais me diz. é verdade. tenho por ela uma paixão profunda, que me faz passar horas todos os dias ao som antigo do que nos deixou. mas acho mesmo que a sua tristeza, a perversa decadência do seu timbre, que liga tão perfeitamente com a decadência da sua vida, a tornam uma bem corroída voz do coro de lúcifer.
    e olá, sufragista, é bom ver-te por aqui

    ResponderEliminar
  5. esqueço a palavra

    concentro-me no olhar vazio de deus... digo:

    a imagem é atirada a um canto
    onde se acomula o lixo,
    e onde se levantam as manhas
    ainda embriagadas dos exageros mais ou menos lucidos

    e isso lembra lucifer,
    e o bicho sái à rua,

    e aí misturam-se de novo as linguas, e as palavras passam a não querer dizer a mesma coisa...

    amália, chet baker, callas, caetano, ella, nina simone, billie holiday... e mais tantos, até que a voz (ainda que rouca) doa...

    tudo a misturar o vazio em força de palavra e musica...

    "a vida sem musica é simplesmente um erro, um cansaço, um exílio." - nietzsche

    ResponderEliminar
  6. Escolha interessante. Mas, quanto a mim, sem dúvida que não deixaria de colocar Tom Waits no coro de Lúcifer e o, malogrado, Jeff Buckley no coro de Deus. Sem indagar, sequer, se esse é o deus que afaga ou é o deus que esmaga.

    ResponderEliminar
  7. black rider, tens razão, esqueci-me do tom waits. mas, devo dizer-te, se ouvirmos muito bem «trout mask replica» dos captain beefheart, perdemos um bocado as convicções que criámos sobre o tom... ando numa fase de lhe dar para trás. talvez por isso me falhou à lembrança. e quanto ao jeff, infelizmente não me diz grande coisa. nunca me disse mesmo. pena que tenha morrido, mas nem assim me comove a sua música ou a sua voz. o waits iria para o diabo, o jeff provavelmente para deus, sem dúvida.

    ResponderEliminar
  8. R. Tagore20/7/05 18:29

    Não te libertas mesmo do tacanho jesuítismo judaico-cristão,meu caro. Há mais mundos e mais formas de deus, para além das que afagam ou que destróiem, como alguém já aflorou aqui. Felizmente as vozes e os auditores são livres e borrifam-se para os teus céus e infernos e seus compartimentos simplistas.

    ResponderEliminar
  9. David Sylvian...........há cadeira para este senhor, ou não?

    ResponderEliminar
  10. Eu colocava a Nina Simone nas vozes para lúcifer. Ela cantava com as vísceras e Deus não gosta de vísceras.

    ResponderEliminar
  11. Realmente, estes inventários de cariz maniqueísta são um pouco patetas. Mesmo se encarados como mera brincadeira ou passatempo. Desde logo porque são terrivelmente lacónicos: Om Kolthom, Scott Walker, Stina Nordenstam, Bobby Womack, Sheila Chandra, Nusrat Fateh Ali Khan, Marta Sebestyén, Wim Mertens, Cesaria Evora, Nick Drake... e tantas, tantas, tantas outras que até dói de pensar que possam ter sido esquecidas.

    ResponderEliminar
  12. o "luciferino" Louis Amstrong20/7/05 20:09

    Daqui do Infinito canto-vos aquela lindíssima
    "WHAT A WONDERFUL WORLD",
    que toda a galáxia conhece.

    ResponderEliminar
  13. raios, esqueci-me mesmo do david sylvian (que até estou prestes a conhecer pessoalmente) e do nick drake (que algumas pessoas mereciam conhecer pessoalmente em breve). não há maneira de fazer isto a sério e «postar» coisas absolutamente perfeitas. raios. se souberem onde se podem ler coisas perfeitas avisem. ah, david sylvian do «blemish», que é o meu favorito. muito vanguarda e já sem o bolor do romantismo. ou um romantismo possante e fremente, o que quer que essa imperfeição queira dizer

    ResponderEliminar
  14. Sufragista II21/7/05 05:09

    Ó Valter, mas esses em falta são do Lúcifer ou do Deusfer?

    Sufragista II

    ResponderEliminar
  15. Agora, mais do lado do Lucifer, pelo menos antes de sair de casa. Um abraço.

    ResponderEliminar