4.7.05

está muito vento na praia, hoje, mas queria tanto ficar moreno


desenho com recorte de saelee oh

quando criei o meu primeiro blogue fi-lo com a intenção de abrir um espaço de encontro com amigos e desconhecidos que, por empatia com aquilo que pudesse escrever / mostrar, se aproximassem. o meu blogue é apenas um dos elementos dessa máquina maior e tendencialmente infinita que junta com cliques quantos se querem juntar. eu junto-me a muitos, e agradeço a todos os que voltam por mim. o mais que faço é exercer o prazer de mostrar coisas de que gosto. porque do que se gosta, parece-me, fala-se pouco nos media institucionais. é mais fácil - e oferece maior protagonismo - ficar do lado do contra a infernizar a vida das pessoas com aquilo que manifestamente se desaconselha.
por isso hoje já vos posso dizer - com três anos de experiência de blogue - que vale a pena. muita gente que agora faz parte do meu melhor quotidiano chegou por um clique feliz na teia das coincidências. é com muito prazer que a minha casa de osso se mantém, como radar para gente porreira, disponível à escuta.
denise e graça, e tiago e todos mais, muito obrigado, e digam sempre coisas. gosto mesmo de vos ouvir.
lebre, vou ver o photo bucket. deus queira que funcione com o meu pc temperamental.

fui ver o trabalho de saelee oh ao seu site. gostei particularmente deste desenho. os recortes que faz são interessantes, mas em matéria de recortes só o luís mendonça, do porto, para traçar os mais ínfimos cabelos na cabeça das suas muitas personagens.

em bragança vi uma exposição do a. pizarro. fui à discoteca mercado ouvir a mtv em altos berros, e dei um salto a sanabria, a ver como os espanhóis ali são muito brancos e não desconfiam dos portugueses que bebem água passeando de boxers na praia do lago. dormi sem lençóis de calor bruto. tomei café no biblioteca. espreitei um concurso de bandas no espaço recuperado pelo polis. soube que a moda dos rapazes ali é vestirem as meias de ténis por cima das calças de ganga. no shopping novo da cidade comi uma fatia de pizza com molho de iogurte, e achei horrível

5 comentários:

  1. apesar de tudo, espero que tenha sido agradável. as gentes desta terra já perguntam por ti, as árvores, as pedras do castelo e da rua. aparece mais vezes

    ResponderEliminar
  2. tás à vontadinha...
    este é já um espaço nosso (salvo seja!)

    a partilha va-se alimentando na encruzilhada da palavra azul...

    ResponderEliminar
  3. tás à vontadinha...
    este é já um espaço nosso (salvo seja!)

    a partilha va-se alimentando na encruzilhada da palavra azul...

    ResponderEliminar
  4. ups... não era pra reforçar nenhuma ideia em especial...

    se der, apaga...

    ResponderEliminar
  5. o melhor porraaaa

    e piedade carai

    eu comi uma buceta la

    ResponderEliminar