2.3.07

agora é a sério, sete

2 comentários:

  1. Anónimo2/3/07 12:31

    Sou algarvio, mas grande parte da minha família está concentrada em Alijó e tenho muitos amigos na Póvoa do Varzim e uma coisa que sempre aprecio no pessoal do norte é a naturalidade e naturalidade do uso do palavrão... Ao ponto de ouvir uma mãe chamar filho da puta ao filho (este episódio assisti na rua, por isso não tive o prazer de privar com a senhora).

    pedro

    ResponderEliminar
  2. "Conheci aqui a minha esposa, olhei para ela, gostei disse «vou-te comer», e comi..."
    É assim mesmo; é destes homens assim determinados que precisamos!

    ResponderEliminar