2.5.07

não tenho medo de dizer que me faltas gravemente. só isso pode justificar o vão das coisas todas, aberto subitamente depois de teres partido

4 comentários:

  1. no vão escuro dois pontos brilham. talvez assinalem o caminho de volta ou talvez o olhar tenha voltado antes mesmo de partir.





    não posso deixar de me sentir intrusa, mas não resisti a comentar. é tão bonito este post.

    ResponderEliminar
  2. ))

    belíssimo, valter.
    muito.

    ))

    ResponderEliminar
  3. Gosto tanto de ler este blog! Cometo a pequena ousadia de citar algo de que me lembrei imediatamente quando li este post... Paul Éluard (tb ele citado por Joaquim Pessoa a propósito de um poema seu...)

    "Estava tão próximo de ti que junto dos outros sinto frio"

    ResponderEliminar
  4. aqui niguém é intruso. todos se recebem como amigos. agradeço-vos as palavras. com um beijinho

    ResponderEliminar