10.5.07

poema do amor sem reservas, eufórico e irresponsável, inspirado no projecto old jerusalem e, por isso, dedicado ao francisco

existe uma pequena entrada
no lado escondido da casa,
por onde me encontro com ela
para não prevermos a velhice e
todas as dificuldades da vida

existe um coração à pressa
onde pomos o amor, e à pressa
nem velhice nem coisa alguma
nos há-de encontrar. tão bem
escondidos, para lá da pequena
porta da casa, onde só eu e ela
sabemos entrar

existe um espaço ocupado na
minha mão, porque tudo quanto
agarre terá de deixar lugar para
o corpo dela. mais ou menos precise
de trabalhar, sem este toque os
dedos fecham, até a boca pára e
eu esboro para a terra do chão

12 comentários:

  1. obrigado, patrícia. beijinho grande

    ResponderEliminar
  2. bonitas palavras, grandes sentidos. parabéns pelo engenho e arte!

    ResponderEliminar
  3. Gosto muito Valter.

    Abraço
    santiago santos

    www.cadillac-obsceno.blogspot.com

    ResponderEliminar
  4. que lindo!!! ... eu quero. onde se encontra?

    [maf-que-nunca-consegue-fazer-login*]

    ResponderEliminar
  5. Divino... muito interessante.


    O Sonhador

    ResponderEliminar
  6. Antes de mais, boa noite.
    Devo dizer que me sinto uma afortunada por ter tido o privilégio de, há um par de horas atrás,ler dois dos seus fantásticos poemas na sua presença.
    No entanto devo dizer que me sinto envergonhada por ter mantido na minha ignorância a existência de tal personagem até há bem pouco!
    Assim sendo, venho pedir as minhas mais sinceras desculpas e dar os parabéns de todo coração pelas obras fantásticas e pela personalidade muito, muito singular, bem como das palavras que pronunciou e que disseram muito (bem) de si. Não o conhecia, mas agora vejo em si e nos seus poemas um companheiro diário a manter.
    Um muito obrigada. (Também pelo autógrafo ;-)
    Clara,
    São João da Madeira.

    ResponderEliminar
  7. Ele há quem nasça para estas coisas que nos tiram a sério do "sério" que é viver só por viver e ter olhos mas não saber ver.

    Parabéns!
    Isabel Rosas

    ResponderEliminar
  8. Marta G.6/6/07 03:46

    Lindo poema!*

    (Old Jerusalem, a banda de musica?gosto imenso..)

    ResponderEliminar